Federação Nacional dos Corretores de Imóveis

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

FORECI cumpre sua missão com louvor

Imprimir

O Fórum Regional dos Profissionais Corretores de Imóveis (Foreci), voltado para a Região Sul e realizado na cidade de Londrina (PR), nos últimos dias 26 e 27 de outubro, encerrou com chave de ouro o ciclo de debates, palestras e cursos oferecidos pelo evento em todas as regiões do País, desde o início deste ano.

O Foreci foi uma realização da Federação Nacional dos Corretores de Imóveis (Fenaci), em parceria com os sindicatos filiados de todo o Brasil, e contou com o patrocínio do Bradesco, do ICREA (sigla em inglês para Consórcio Internacional de Associações Imobiliárias – com  sede nos EUA), a Hedima (empresa espanhola de ensino à distância) e a CNPL (Confederação Nacional das Profissões Liberais).

A primeira etapa, representando a Região Sudeste, ocorreu na cidade do Rio de Janeiro, e na seqüência, o Foreci foi realizado nas cidades de João Pessoa (PB), Campo Grande (MS), Brasília (DF) e de Belém (PA), sempre com amplo sucesso. Em Londrina, o evento contou com a realização do Sindicato dos Corretores de Imóveis de Londrina (Sincil).

Ao recepcionar os participantes do Foreci Sul, Marco Antônio Bacarin, presidente do Sincil, falou da alegria e da responsabilidade de se organizar um evento de tamanha importância para os corretores de imóveis do sul do Brasil.

“Quero ressaltar a importância da realização deste Fórum para o crescimento e a qualificação da nossa categoria, em um momento em que grandes desafios se apresentam em termos de mercado e de atuação profissional. Tenho a certeza de que os ensinamentos aqui adquiridos serão fundamentais para um novo patamar de sucesso e realização de bons negócios”, afirmou Bacarin.


Missão cumprida
 

Para o presidente da Fenaci, Carlos Alberto de Azevedo, o encerramento do Foreci em Londrina, veio coroar uma proposta de trabalho ousada e proficiente da Federação em trazer para os profissionais da área novos elementos e ferramentas que possibilitarão uma maior inserção dos corretores de imóveis tanto no mercado nacional, quanto mundial.

“A questão da atualização e qualificação profissional é o alicerce do profissional dos novos tempos e por isso mesmo a Fenaci vem se empenhando em firmar convênios e parcerias com entidades congêneres em todo o mundo, uma vez  que os muros continuam a cair e o mercado global se mostra cada vez mais efetivo”, explicou o presidente da Fenaci.
 

“E, para tanto, prossegue Azevedo, a realização dos diversos Fóruns, mostrou-se uma forma eficaz de democratizar um amplo leque de novas informações”.

 
Londrina mostra sua força

Convidado especial do evento, o prefeito municipal, Homero Barbosa Neto, proferiu uma palestra onde tratou sobre a pujança da cidade e o seu papel no cenário imobiliário.

Na sua apresentação, Barbosa Neto realçou os bons números apresentados pela economia de Londrina, especialmente os ancorados no mercado imobiliário da região.

Para o prefeito, um dos fatores primordiais para o crescimento do mercado imobiliário local, pode ser creditado ao excelente relacionamento do poder público com o Sincil. “Quero parabenizar o Bacarin por trazer para a região um Fórum capaz de discutir alternativas de mais crescimento para a região”, disse.

Segundo o prefeito, nos últimos dois anos e meio, Londrina teve um crescimento significativo. E parte deste ciclo virtuoso pode ser exemplificada pelo desempenho do segmento habitacional, através de dados que mostram a aprovação, construção e entrega de novos empreendimentos.

“Entre maio de 2009, até este momento de 2011, cerca de quarenta mil pessoas tiveram acesso a nova moradia. As transações imobiliárias vêm em um crescendo. E a promessa é de que fechemos 2011 com superação nestes números”, comemora Barbosa Neto.

Um dos motivos para otimismo do chefe do executivo municipal está na esperança da aprovação do Plano Diretor da cidade, que está em discussão há mais de seis anos, mas que infelizmente até hoje ainda não saiu do papel.

“O Plano Diretor se encontra em discussão na Câmara Municipal há seis anos, e esperamos que finalmente venha a ser aprovado, uma vez que sem o Plano Diretor, o município não consegue recursos do Governo Federal, nem da Caixa Econômica para investir nas áreas de infraestrutura e habitação”, explicou.

Mesmo assim, o prefeito se orgulha ao afirmar que em Londrina se encontra a maior planta do Brasil voltada para o segmento de baixa renda (entre zero e três salários mínimos) do programa Minha Casa, Minha Vida, o Residencial Vista Bela, que tem o tamanho de uma cidade de 12 mil habitantes, e que vai impactar de forma positiva na solução de oferta de moradias para um segmento até então pouco atendido.

Boas perspectivas

Mas, o crescimento do mercado imobiliário, segundo o prefeito, não pode comprometer a qualidade de vida da cidade como um todo. “Devemos nos preocupar e disciplinar este crescimento, de forma que as futuras gerações não padeçam com a diminuição da qualidade de vida”, afirmou.

Uma das principais ações da prefeitura é a criação da chamada “Lei da Muralha”, que visa disciplinar o impacto dos novos empreendimentos na estrutura viária da cidade, principalmente na questão do trânsito, estabelecendo um espaço máximo de 1,5 mil km2, como espaço padrão para as novas construções.

Aliadas às ações voltadas para questões de sustentabilidade ambiental, a prefeitura também acena com outros fatores que estimulam o crescimento do segmento imobiliário na região.

“Desde o início da nossa gestão, informa Barbosa Neto, já foram criados 29 mil empregos formais, além de um maior apoio aos empreendedores locais com a criação, no âmbito da prefeitura, das salas do empreendedor, do contador, do alvará fácil, além da criação do Banco Social, que oferece taxas especiais, muito abaixo das praticadas pelo mercado”, exemplificou.

Instado pelos profissionais presentes ao evento, o prefeito se comprometeu a criar a sala dos corretores de imóveis, com funcionamento em horário diferenciado, de forma que a categoria possa ampliar sua área de atuação.

Homenagem

No encerramento do Foreci Sul, a diretoria da Federação procedeu a entrega do Troféu Fenaci, como uma justa homenagem e profundo reconhecimento aos parceiros preferenciais e patrocinadores do evento que tornaram possível esta verdadeira maratona de conhecimento e integração que os fóruns proporcionaram aos corretores de imóveis de todo o País.

O Bradesco, o Icrea, a Hedima e a CNPL, através de seus representantes, respectivamente, José da Silva Aguiar (responsável pela área de crédito imobiliário do banco), Laerte Temple (diretor do Icrea), Joaquín Pereira (diretor de Ralações Internacionais), e Francisco Antônio Feijó (presidente da CNPL) receberam o Troféu Fenaci, como demonstração de agradecimento da categoria pela parceria fundamental e imprescindível.

O vice-presidente da Fenaci, Joaquim Ribeiro aproveitou para conclamar a categoria para que estejam presentes, em setembro de 2012, na capital paulista, na 24ª edição do Congresso Nacional dos Corretores de Imóveis (Conaci). “Entrem em contato com seus sindicatos e comecem a programar sua participação neste que será o grande evento da categoria, no ano que vem”, conclamou Ribeiro.