Federação Nacional dos Corretores de Imóveis

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

APÓS SE FILIAR, SENADOR GARANTE APOIO À FENACI NA DEFESA DO CORRETOR NO CONGRESSO

E-mail Imprimir

O Sindicato dos Corretores de Imóveis de Brasília Sindimoveis-DF está comemorando esta semana o registro de seu mais ilustre afiliado. O senador Gim Argello (PTB-DF), que a categoria considera um ícone de sucesso como profissional no setor, e que se notabilizou também após ingressar e fazer uma carreira política invejável assinou sua ficha de filiação nesta quarta-feira, 27 de março, numa pequena solenidade no seu Gabinete no Senado Federal. “Ele fez questão de que fosse lá, para que simbolize desde já seu compromisso na defesa da categoria dos corretores de imóveis no Congresso”, justificou o presidente do Sindimoveis, Geraldo Nascimento.

Nascimento convenceu o senador de se afiliar e mostrar seu apoio à entidade, depois de mostrar os planos de futuro da entidade, que investe agora em sua reestruturação, após sofrer anos com uma intensa briga judicial para garantir a exclusividade de seu registro no Ministério do Trabalho. Fundado em 1964, o Sindimoveis-DF durante os últimos oito anos sofreu forte concorrência de outra entidade idealizada por um grupo dissidente que acabou não conseguindo o reconhecimento oficial junto ao Governo. Depois de assegurar o reconhecimento oficial como único sindicato da categoria, a entidade se empenha agora em atualizar o registro de quase 22 mil profissionais que estão no mercado.  A principal bandeira é regulamentar as relações de trabalho entre corretores, imobiliárias, construtoras e incorporadoras do DF.

APOIO NO CONGRESSO

Disputado por várias centrais sindicais, como a CUT e a UGT, o Sindimóveis-DF retorna da luta judicial como uma das entidades mais fortes do sindicalismo no Distrito Federal. “Nosso mercado movimenta anualmente mais R$ 9 bilhões em novos negócios e pelo menos metade disso em transações com imóveis de terceiros, por isso é um dos segmentos mais importantes do setor de serviços, mas a categoria profissional, embora reconhecida oficialmente, ainda não é devidamente valorizada”, diz Nascimento, que garante agora contar com o senador Gim Argello para defender os interesses dos corretores no Parlamento, apoiando também a luta da Fenaci no Congresso Nacional. “Somos uma categoria especial, que influencia diretamente a economia nacional, se distribui capilarmente por todo o país e tem uma forte capacidade de formar de opinião e estimular negócios, mas precisa ser valorizada pelos poderes políticos”, analisa ele, entusiasmado com o apoio do senador, um pioneiro no setor imobiliário que fez fortuna e prestigio como corretor em Brasília, antes de iniciar na carreira política.

“Gim é reconhecido pelo trabalho sério que sempre realizou e é um exemplo para nossa categoria e, como político, nestes vinte anos fez por Brasília o que poucos conseguiram. Somente como senador da República garantiu repasses de mais de R$ 18 bilhões em favor do DF”, elogia ele, que pretende nomear o senador patrono emérito dos corretores do Brasil.