Federação Nacional dos Corretores de Imóveis

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
E-mail Imprimir

INTERIOR DO PAÍS VIVE ACENTUADA URBANIZAÇÃO,
DIZ ESPECIALISTA QUE FALARÁ NO FORECI GOIÂNIA

“O mercado de loteamento acompanha o processo de descentralização do desenvolvimento econômico. Dessa forma, o interior do Brasil como um todo passa por um processo acentuado de urbanização, principalmente, nas regiões Nordeste, Centro-Oeste e ainda com alguma relevância Sul e Sudeste. Dentro desse contexto, Goiânia e as cidades que compõem sua região metropolitana têm tido, já de algum tempo, um processo de urbanização acentuada, com grandes players do setor de loteamentos atuando na região.”

Quem diz isso é o presidente da Associação das Empresas de Loteamento e Desenvolvimento Urbano (Aelo), Caio Carmona Cesar Portugal, que integra o time de palestrantes do Fórum Regional dos Profissionais Corretores de Imóveis (Foreci), que acontecerá nos dias 1 e 2 em Goiânia (GO), numa promoção da Fenaci em conjunto com os sindicatos filiados e entidades do setor e apoio de parceiros preferenciais.

Também vice-presidente de Desenvolvimento Urbano do Secovi-SP, Caio Portugal, como é mais conhecido, destaca, por outro lado, o esgotamento por que passa o setor em São Paulo e Rio de Janeiro

“Por questões físicas, legais e de mercado (preço da terra), não há possibilidades dentro das cidades do Rio ou São Paulo, e no que se refere às cidades do entorno (região metropolitana), essa situação caminha para um esgotamento, seja pela escassez de matéria prima (glebas com características de menor aproveitamento x custo de urbanização x preço do lote urbanizado), seja pelo processo natural de verticalização.”

Considerada como o marco regulatório do segmento de loteamento, a  Lei 6.766/1979 é ainda atual em alguns aspectos e em outros é anacrônica, segundo Caio Portugal,  precisando de atualização.

“Há um projeto de lei na Câmara dos Deputados que avançou bastante na questão. Entretanto data de 2007 e ainda carece de novas avaliações e discussões. As entidades têm atuado sobremaneira no diálogo com todos envolvidos e interessados – sociedade civil, movimento sociais, administrações públicas, concessionárias. Mas trata-se de um projeto complexo e de difícil tramitação.”

Outra dificuldade para o segmento foi o resultado da abertura da exploração dos serviços públicos essenciais às empresas públicas ou privadas em 1995.

“A contrapartida do concessionário deveria ser a universalização dos serviços – telefonia, saneamento, eletrificação, transporte público. Entretanto, o processo de regulamentação empurrou parte desses investimentos para os loteadores, que acabam por embutir esse ônus no preço do lote urbanizado. E quem acaba por pagar essa conta é o consumidor, que paga pela infraestrutura e no preço da tarifa desses serviços públicos essenciais”, lamenta.

Para o corretor imobiliário, a mensagem de Caio Portugal é atualização constante, ética e transparência.

“O profissional deve se posicionar cada vez mais como um consultor, e não mais simplesmente um demonstrador ou vendedor. Há a necessidade de se atualizar, estudar  e manter-se informado e atualizado, pois, caso contrário, deixará de ter uma remuneração adequada, deixando mesmo de atuar. É consequência do desenvolvimento do capitalismo, uma verdadeira seleção natural, onde somente os mais adaptados vão sobreviver.  E, nesse quesito,  a ética e a transparência são valores cada vez mais respeitados pelo consumidor.”

TIME DE PRIMEIRA – O Foreci de Goiânia terá ainda as seguintes palestras:

Crédito imobiliário e financiamento – Cleomar Dutra Ferreira, gerente da Superintendência da Caixa Econômica Federal de Goiás;


Comunicação como ferramenta de sucesso – Mara Behlau, fonoaudióloga especialista em voz e consultora em comunicação humana;

 

Questões relevantes nos contratos imobiliários e nas escrituras – Paulo Roberto Xavier, advogado, corretor imobiliário e, entre outras qualificações, pós-graduado em Responsabilidade Civil e Direito do Consumidor pela UCAM-RJ;

 

Da captação ao fechamento de negócios imobiliários – Paulo Cezar Mansor de Oliveira, corretor de imóveis, consultor e assessor para empresas incorporadoras;


CURSO INTERNACIONAL – Um dos pontos altos do evento será o curso TRC (Transnational Referral Certification), que mostra como conduzir negócios Imobiliários internacionais.

O curso será ministrado pelo administrador, advogado e doutor em relações internacionais Laerte Temple, diretor-superintendente do Secovi-SP e professor da PUC-SP e da ESPM.

INSCREVA-SE JÁ! – O Foreci de Goiânia acontece nos dias 1 e 2 de agosto, no Auditório do CRECI/5ª Região/GO, na Rua 56, Palácio dos Colibris, 390, Jardim Goiás.

Faça agora mesmo sua inscrição, pois as vagas são limitadas. Mais informações ligue para (62) 3942.6530 ou acesse foreci.com.br. Para fazer sua inscrição on-line foreci.com.br/index.php/inscricoes.

INTERIOR DO PAÍS VIVE ACENTUADA URBANIZAÇÃO,

DIZ ESPECIALISTA QUE FALARÁ NO FORECI GOIÂNIA