Federação Nacional dos Corretores de Imóveis

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Imprimir

DESAFIOS DA ECONOMIA MARCARAM DISCURSOS
NA POSSE DA NOVA DIRETORIA DO SINDIMÓVEIS-MG

A diretoria do Sindicato dos Corretores de Imóveis do Estado de Minas Gerais, gestão 2016-2018, foi festivamente empossada na noite de 19/2, no Hotel Ouro Minas. O que fazer para enfrentar a crise político-econômica vivida pelo país foi o mote de quase todos os discursos feitos perante a plateia que lotava o Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte. O presidente do Sindimóveis-SC e vice-presidente da Região Sul da Fenaci, Antonio Moser, participou da solenidade representando o presidente da Federação, Joaquim Ribeiro.

O novo presidente do Sindimóveis-MG, Paulo Dias, que já esteve à frente da entidade por oito anos, reafirmou o compromisso de lutar pelo fortalecimento da categoria, com ênfase na união de seus integrantes, destacando ainda, os projetos  do sindicato mineiro, como a implantação de um setor comercial. Dias, que é também atual 2º vice-presidente da Fenaci, falou ainda sobre a Lei do Corretor Associado e a relevância da Unimóveis/MG e do Centro de Formação Paulo César Dias de Souza, que promovem a qualificação dos profissionais mineiros.

LEI DO CORRETOR ASSOCIADO – Ele aproveitou a presença dirigentes do mercado imobiliário, de entidades sindicais, políticos e representantes de imobiliárias e redes, para conclamar à união:

"Todas as entidades que representam o corretor de imóveis tem o mesmo objetivo: a valorização do bom profissional", afirmou, lembrando que em alguns Estados, como Goiás, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Minas, as imobiliárias já estão sendo autuadas por não cumprir a Lei do Corretor Associado, que prevê um contrato registrado no sindicato registrado no sindicato dos corretores de imóveis do Estado ou da região à qual pertence o profissional, ou, na inexistência deste, numa das delegacias da Fenaci.

Em nome do presidente da Fenaci, Joaquim Ribeiro, Antonio Moser, presidente do Sindimóveis-SC, destacou a pujança do Sindimóveis-MG e desejou uma gestão repleta de êxito para o presidente Paulo Dias e seus companheiros de diretoria.

AMOR E ÉTICA – O vice-presidente do Cofeci, Newton Marques Barbosa, e Maurício Chebly, dois dos fundadores da Associação dos Corretores de Imóveis do Estado de Minas Gerais na década de 1950, que em 1958 se transformou no Sindicato dos Corretores de Imóveis do Estado de Minas Gerais, falaram sobre as oscilações do mercado, as dificuldades enfrentadas e, principalmente, as vitórias conquistadas.

Segundo eles o segredo é amar o que se faz e trabalhar com ética e profissionalismo. Ambos se sentem seguros ao ver que, neste momento de ajustes na economia, o sindicato de Minas Gerais terá como presidente uma pessoa forte e determinada.

O deputado federal Ademir Camilo destacou a importância da profissão para o desenvolvimento do país, e Ariano Cavalcanti, presidente da Netimóveis e do Sicoob Secovicred, trouxe dados do Ipead que mostraram quantidade e volumes de negócios imobiliários registrados na região de Belo Horizonte.

Discursaram também Newton Marques Barbosa Júnior, presidente do Creci-MG; Jamerson Leal, diretor do Sindimóveis/MG; Antonio Moser, presidente do Sindimóveis-SC, representando o presidente da Fenaci, Joaquim Ribeiro; Zilmara Alencar, membro integrante da Comissão de Direito Sindical do Conselho Federal da OAB-Brasil e ex-secretária de Relações do Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego; Carolina Machado, vice-presidente do Sindimóveis/MG; e Pascoal Santiago, ex-presidente e atual 2º vice-presidente do Sindimóveis/MG. Santiago foi homenageado pela funcionária do Sindimóveis/MG, Rosana Groia, por seu trabalho e dedicação.

Um coquetel marcou o encerramento do evento.